A expertise de um
grupo multidisciplinar
para impulsionar
sua startup

Voltar

Mídia

21 de agosto de 2017

Maringá ganha rede de investidores-anjo

Negócios. Empresários se unem à procura de negócios inovadores e com potencial de crescimento para investir; além do capital, eles oferecem conhecimento e networking


Eles têm dinheiro para investir, experiência empresarial e estão à procura de negócios inovadores e com grande potencial de crescimento. Eles são os chamados investidores-anjo, responsáveis por transformarem boas idéias em realidade.

Bastante difundido nos Estados Unidos e na Europa, o conceito de "capital anjo" ganhou espaço no Brasil e agora chega a Maringá por iniciativa de um grupo de nove empresários que acaba de formar a Maringá Capital. O objetivo da nova companhia é fomentar o ecossistema formado por iniciativas ligadas à inovação, incubadoras e aceleradoras de startups.

"A sociedade tem um mentalidade aberta, colaborativa e empreendedora, e entedemos que o ecossistema da cidade tem chances de revelar grandes players de mercado. E o papel dos investidores-anjo é possibilitar que esses projetos sejam empreendidos de forma planejada, com escalabilidade", explica o presidente da Maringá Capital, Érico Diniz Silva.

Além do capital, a companhia oferecerá mentoria no acompanhamento da evolução do negócio baseada na experiência e conhecimento dos investidores.

Seleção

Para atrair um "investidor-anjo" é preciso um projeto sólido. No caso da Maringá Capital, os pitchs de seleção das startups vão considerar critérios que vão desde a análise do plano de negócio, caráter inovador, potencial de sucesso e, sobretudo, ter empreendedores focados em crescimento.

A Evoa - primeira aceleradora de empresas de Maringá e região inaugurada este mês por iniciativa do Armazém DIgital e apoio do Sicoob -, servirá de vitrine para a rede de investidores. "Acreditamos que a aceleradora irá preparar, apoiar e desenvolver empresas maringaenses com potencial para alcançar o mundo e os aportes de investidores são fundamentais para isso acontecer", destaca o presidente do Armazém Digital, Ilson Rezende.

Poder multiplicador

O investimento-anjo também tem contribuições muito promissoras no avanço da economia. Em um prazo de cinco anos, segundo a empresa de consultoria Grant Thornton, a cada R$ 1 investido, cria-se R$ 2,21 em impostos e contribuições; além de R$ 2,89 com salários; e R$ 0,73 em despesas. A soma dos valores equivale a R$ 5,84 na economia.

Fonte: Metro Maringá